ACONTECEU VIROU NOTICIA EM UBERABA: BORRACHEIRO MORRE PRENSADO POR CARRETA DURANTE MANUTENÇÃO

 

Corpo do borracheiro ficou entre as rodas da carreta, após ter sido prensado quando desengatava macaco hidráulico 

 

Borracheiro morreu depois de ser prensado por roda de caminhão no qual realizava manutenção em cooperativa no Distrito Industrial 3. Acidente fatal foi registrado na manhã de ontem, quando, ao desengatar macaco hidráulico, vítima acabou tendo abdômen esmagado pelo veículo, que se moveu em sua direção. Samu esteve no local e atestou o óbito de Sérgio Roberto Santana, 44 anos. Finalizados os trabalhos periciais, corpo foi removido ao IML.

 

Por volta de 11h, guarnição militar foi acionada pelo Copom a comparecer a uma cooperativa na altura do km 24 da rodovia AMG-2595, antiga avenida Filomena Cartafina, onde havia ocorrido acidente com óbito. Conforme apurado pelos militares, ao realizar manutenção em seu caminhão VW 18.310, de cor branca, acoplado a carreta carregada com gesso, o borracheiro Sérgio Roberto Santana acionou o macaco hidráulico para levantar o veículo.

 

De acordo com o registro de ocorrência, finalizado o reparo, o borracheiro acionou o mecanismo para baixar o caminhão, que se deslocou em direção a ele, passando sobre seu abdômen e pernas. Ao notar o acidente, uma testemunha correu para a cabine para tentar parar o caminhão, sendo necessário dar marcha a ré para tirar o veículo de cima da vítima. Em seguida, prestou socorro ao borracheiro, que se encontrava inconsciente.

 

Unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local, sendo o óbito atestado pela equipe médica. Segundo o boletim militar, informações da testemunha davam conta de que não havia ninguém na cabine no momento do acidente, que provavelmente teria ocorrido pelo fato de o calço colocado no pneu não ter sido suficiente para impedir o deslocamento do veículo, que se moveu cerca de um metro. Após os trabalhos de praxe do perito técnico da Polícia Civil, Fabiano Rodrigues Sarmento, corpo foi removido ao Instituto Médico Legal.

 

Fonte: JM

About The Author

Related posts