PRESIDENTE DA CÂMARA “THIAGO MALAGOLI” CENSURA A IMPRENSA EM PATROCÍNIO.

 

Na tarde ontem dia 07 de março, 2017, por volta das 20h00. Ocorreu no alto do poder conferido por seus pares, o presidente da Câmara Municipal de Patrocínio Thiago Malagoli insiste em ignorar toda a amplitude democrática dos órgãos de imprensa da cidade.

Influenciado por eminências pardas egressas da última legislatura, sua assessoria só fornece pauta impressa a 4 órgãos, sendo:

Rádio Difusora, Rádio Módulo, Radia Rainha da Paz e Jornal de Patrocínio. Na reunião da semana passada, o restante dos jornalistas presentes acionaram os vereadores da oposição para cobrar a isonomia no tratamento com a imprensa.

 

 

 

Outro fator que determina a seletividade é a própria disponibilidade para entrevistas, quase que exclusivamente direcionadas apenas para as rádios. Além disso, a negociação de vinculação publicitária oficial da câmara segue critérios obscuros, onde alguns privilegiados ganham muito mais que valem graças a uma linha editorial sem contestação adequada a promoção pessoal do presidente.

Na assessoria de imprensa foi alocado um ex-marajá da legislatura anterior, que ganhava mais que vereador, por força de coação e chantagem sobre os ex-presidentes Cássio Remis e Marli Ávila. O presidente realocou a “eminência parda do legislativo” com salário próximo a R$5 mil mensais como Assessor de Imprensa, Cerimonial e Produção Gráfica, leia-se “aspone de luxo”.

 

 

 

A verba mensal da câmara, definida pelo duodécimo, é hoje de aproximadamente R$ 1 milhão por mês.

Em relação às diárias de viagem requeridas pelos vereadores, nesta semana o vereador Paulo Roberto Panxita divulgou que as vereadoras Raquel Rezende e Adriana de Paula solicitaram R$1.680,00 cada uma para fazer curso em Belo Horizonte e outros R$336,00 para o próprio presidente Thiago Malagoli em despesas não especificadas, totalizando um gasto extra de R$3.700,00 no mês de fevereiro.

A reorganização do quadro de servidores da câmara feita nesta legislatura baixou alguns salários, mas aumentou cargos para satisfazer as indicações da bancada da maioria, hoje com de 13 dos 15 vereadores. Mesmo com a cidade em “estado de calamidade financeira”, houve impacto na folha de pagamento da câmara.

Na pauta da reunião de hoje, 07/03/2017, será discutido e votado o Processo de Lei Complementar nº 10/2017 (PLC 10/2017) – Regulamenta férias e um terço de férias dos Secretários Municipais e, dá outras providências. (autor: Prefeito Municipal), que também impacta os gastos com pessoal, e novamente “economizando pra cima” as já combalidas finanças do município.

O Jornal Imprensa Regional Araxá Noticias conversou com o repórter Portilho que confirmou por telefone que ocorreu os maiores absurdos na cada do povo.  Ainda de acordo com repórter Marcelino, Elias do Jornal Patrocínio vip! A Polícia Militar esteve na Câmara Municipal para registra um Boletim de Ocorrência. A onde o Presidente da Câmara de Patrocínio “THIAGO MALAGOLI” pediu para o repórter se retirar da reunião, um absurdo, esse “Presidente é um ditador” não podemos aceitar esse tipo de comportamento.

 

Fotos: Portilho

About The Author

Related posts